Impressão- 2ª Temporada de Ansatsu Kyoushitsu

Durante a sua primeira temporada, Ansatsu Kyoushitsu (Assassination Classroom) foi considerada uma das melhores. ficou na 4ª posição no TOP mangas que mais venderam em 2015.

O primeiro filme Live-action estreou em Março de 2015 e o segundo vai estrear na primavera de 2016. O mangá acabou em março e teve 4 capítulos de Spin-off sobre as férias do Koro-sensei.

Esperava o mesmo sucesso na segunda, queria ver a evolução dos alunos, novos dramas, a relação com os professores e o preconceito do resto da escola. Não foi bem o que aconteceu no anime e minha decepção já veio no primeiro episódio quando não mostrou que Koutaro Takebayashi saiu da Classe E e foi para o prédio principal.

A forma como isso aconteceu, como foi explorada pelo diretor e a reação da Classe E eram importantes porque mostrava profundamente como eles querem que a classe seja vista pelos demais alunos para fortalecer o idealismo do diretor a respeito de como se deve educar.

Takebayashi era bem inexpressivo e depois desse acontecimento ganhou uma função fundamental para os acontecimentos seguintes. No anime isso não foi mostrado e nada foi explicado nem sequer numa narração usando o Nagisa.

Tudo estava acontecendo de forma muito acelerada, deixando passar pequenas coisas que dão base tanto para o humor quanto para a ação a ser desenvolvida. Perdendo parte do contexto o anime tem sido meio sem graça e anda perdendo posição nas listas de melhores. Talvez eles queiram ir logo para o arco em que os mistérios são revelados e acabar o anime nesta temporada explorando a parte mais tensa e decisiva.

Mesmo o anime não alcançando todo o seu potencial na primeira parte, a partir do episódio 15, a serie entrou num novo arco, com uma nova abertura. Este arco irá encerrar o anime. Deu para sentir a mudança no clima, as revelações deixaram claro como o assunto é serio e fez pensar sobre o futuro do Koro-sensei e da Terra.

Retirado do blog: Kimiko no Nikki